Buscar
  • Denia Fonseca

O desafio da terceira idade

No dia primeiro de outubro é comemorado o dia internacional da pessoa idosa. A ONU divide os idosos em três categorias: 60 ou mais, 65 ou mais e 80 ou mais. As explicações do porquê se comemora esse dia são diversas e envolvem política, religião e saúde pública. Independente do motivo, o fato é que a população mundial está crescendo. Em 1950 no Brasil existiam aproximadamente 4,5 milhões de idosos de um total de 54 milhões de habitantes. Hoje, temos 43,3 milhões de um total de 200 milhões de habitantes. Saltamos de 8,33% da população em 1950 para 21,6% em 2020. As estimativas apontam para mais de 50% da população de idosos em 2100. E isso é um problema? Claro que não, isso é uma celebração da vida. É uma possibilidade de se rejuvenescer a cada dia, continuar a contribuir com mundo seja pelo trabalho ou pela transmissão de conhecimento.

Vamos falar da beleza em ser uma pessoa idosa. O primeiro ponto é que ser idoso não significa ser velho. Ser idoso não é uma declaração de cuidados especiais ou mesmo de invalidade como ser humano. Coloquemos todas as frases a seguir em contexto geral de poder ser um ponto a outro. A pessoa pode ser idosa na idade, porém, jovem nos costumes. O idoso pode ser jovem, assim como o jovem pode ser idoso. Conhecemos muitos jovens com atitudes de pessoas velhas. O idoso pode estar pronto para um novo dia, enquanto um velho fica preso ao passado. O idoso vive a terceira idade estudando aprendendo, o velho nem quer mais aprender. O idoso valoriza a família, sabe o que é o amor nas relações, o velho está preso em si, incapaz de se amar e muito menos o próximo. O idoso tem fé, vê o mundo com bons olhos e desejo de ainda ser útil e fazer a diferença, enquanto o velho não acredita em mais nada, está desanimado e não tem mais vontade de viver. O idoso pode ser um coco, o jovem velho: um caco! Portanto, ser idoso e velho é possível, assim como ser jovem e velho também o é.

Nesses próximos dias vou escrever dicas de como viver melhor a terceira idade e ainda vamos propor um excelente desafio anual para ser vivido até outubro de 2021. Vamos dar asas à sabedoria, ao amor e à fé... temos muito a aprender com os exemplos de nossos jovens idosos.




Na foto ao lado, nossa querida e já tataravó Maria Helena, com seus 86 anos... Jovem, cabeça boa e muito amorosa, mora conosco há 2 anos.

97 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo